Menu

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Formandos da Educação Profissional são aprovados no vestibular

O ano letivo de 2010 não poderia começar com maior motivação para alunos que concluíram cursos técnicos na rede Estadual em 2009. Comemoram o ingresso na universidade. Para muito deles, os cursos universitários permitirão desenvolver conhecimentos e habilidades adquiridos durante a formação técnica obtida nos Centros Estaduais, Territoriais e unidades que ofertam Educação Profissional na Bahia.

É o caso de Rafaela Fernandes, 19 anos. Aluna concluinte do curso Técnico em Análises Clínicas do Centro Estadual de Educação Profissional em Saúde Anísio Teixeira, ela passou UFBA para Farmácia. Ela disse que o curso técnico a ajudou na escolha para o futuro. “Quando comecei o estágio curricular no Hospital das Clínicas que tinha obrigação de fazer por causa do curso técnico, me identifiquei com a área e quis seguir. A opção em Farmácia foi uma maneira de estar em contato com a minha profissão de técnica”, fala orgulhosa. Para Rafaela, o curso técnico foi essencial para essa escolha. “To feliz em ter concluído o curso técnico. O curso deu uma base para que eu pudesse me sentir entusiasmada para continuar na área, querer aprender. O curso me encaminhou, eu nem sabia pra que ia fazer vestibular, depois do curso me senti orientada, decidida pelo que fazer. To muito feliz mesmo. Saí da escola pública, sem cursinho, sem nada, tô me sentindo vitoriosa!”, comemora.

Denis Lago, 19 anos também quer continuar na área. Depois de fazer o Técnico em Logística do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Luiz Pinto de Carvalho, optou em continuar fazendo Logística na faculdade, passou na FIB. “Gostei muito do curso técnico, me identifiquei na área e resolvei fazer o superior. O curso no CEEP Luiz Pinto de Carvalho tem ótima qualidade. Fui bem preparado, inclusive para o vestibular, tanto que também passei para Ciências Contábeis e Administração em outras faculdades, mas me sinto vocacionado por logística que quero seguir, inclusive, com a pós-graduação”, festeja.

Denis estagiou na área em uma empresa particular e está trabalhando na perspectiva de ser contratado. “O curso Técnico em Logística me preparou para o mundo do trabalho”, afirma. A mãe do técnico, Romélia Lago, não esconde o orgulho. “Meu filho foi bem preparado com certeza. Ele ia fazer o básico, optou por logística e vai seguir carreira. Espero que ele seja muito fez e se dê muito bem na vida, é um menino muito bom, atencioso, trabalhador”, comemora.

Outros concluintes dos cursos de Educação Profissional ofertados na rede estadual de educação já garantiram vaga nas universidades. Para citar alguns exemplos: Angra Valesca Almeida passou para Psicologia da UFBA, Helena Vitória Nascimento fará Pedagogia na Uneb de Itaberaba e Jariel Carneiro, Direito na UFBA, todos são Técnicos em Logística. Os Técnicos em Informática que cursaram na Escola Estadual Presidente Garrastazu Médici, José Nivaldino de Pina Júnior e Jader Damasceno Silva irão fazer Redes de Computação e Rebeca Silva, em Nutrição, todos na Faculdade Jorge Amado. O colega deles, Marcelo Reis foi aprovado para o curso de Engenharia Civil, na Católica.

Carolina Paes Lopes, 19, passou no curso de Direito da UFBA. Embora tenha concluído o Técnico em Informática e feito opção por Direito, está realizada. Acredita que sua formação na Educação Profissional foi importante para essa conquista. “Tô muito feliz. Fazia o curso técnico pela manhã e pré-vestibular à tarde. Embora as disciplinas do técnico e para o vestibular fossem diferentes, o curso técnico me ajudou no meu amadurecimento e com as aulas de português que a professora era muito boa. Agora espero me formar, fazer concurso porque quero ser promotora de justiça”, afirmou.

5 comentários:

  1. Gostei muito da materia e tbm tenho certeza que a educaçao proficional serve de base para adquirir orinetaçao e habilidades para obter um futuro melhor...E sem com tar que minha amiga Fafaela é uma menina muito estudiosa e com um brilhante furo pela frente!!!

    ResponderExcluir
  2. *Gostei muito da materia e tbm tenho certeza que a educaçao proficional serve de base para adquirir orinetaçao e habilidades para obter um futuro melhor...E sem contar que minha amiga Rafaela é uma menina muito estudiosa e com um brilhante futuro pela frente!!!

    ResponderExcluir
  3. Rafaela serviu como exemplo para todos os alunos do Colegio,ou melhor, nao so ela como o Victor tambem,eles possuem um futuro brilhantissimo, e mostraram que nos alunos da rede publica temos sim condiçoes de sermos alguem na vida se quisermos. E em relaçao ao curso profissionalizante, tem la seus problemas financeiros e profissionais, mais nos da a oportunidade de sairmos do ensino medio com uma profissao, seja ela qual for, e o conhecimento do que acontece com o nosso eu interior. PArabenizo a Secretaria de Educaçao pelav olta dos cursos, porem, deveriam investir mais, porque nos jovens somos o futuro desse País.

    ResponderExcluir
  4. Me sinto linsonjeada por ter contribuido com esta matéria.
    Acredito que o Ensino Profisionalizante contribui para o progresso do País, mesmo com falhas e deficiências.
    A eficacia do curso Profissional também depende muito da força de vontade e dedicação do aluno.
    Bom .. obrigada meninas.

    ResponderExcluir
  5. Foi um trabalho bem desenvolvido pelas escolas públicas, agradeco gratamente pelo apoio que recebi durante o decorrer do curso em que concluir(Logística).
    Quando digo que foi um trabalho bem desenvolvido, não só pelo fato das matérias profissionalizantes e sim(também) pelas matérias básicas que me prapararam também para os vestibulares da vida, hoje estou cursando Logística no Centro Universitário da Bahia - Estácio - FIB.
    Saudações, novos técnicos.
    Boa sorte para todos.
    Dênis França, Técnico em Gestão Logística.

    ResponderExcluir